top of page
  • Foto do escritorGrupo Prever

Lidando com a saudade e o luto durante as festas de fim de ano: um guia para o autocuidado

As festas de fim de ano são muito aguardadas, afinal são períodos de alegria, trocas de presentes e festas animadas. No entanto, para muitos, essa época pode ser marcada por um sentimento mais profundo, porque em momentos de união, a saudade e o luto se tornam mais intensos. Em meio a essa dualidade de emoções, é fundamental reconhecer e honrar os sentimentos que surgem, aceitando que a dor da perda também faz parte de quem somos.

Mulher sentada com presentes pensativa

A saudade aperta e traz consigo muitas memórias de entes queridos que já não estão presentes fisicamente. Aqueles que partiram deixam lacunas que podem parecer ainda mais profundas durante as festas, quando a ausência parece tão explícita. É crucial compreender que é natural sentir essa saudade e permitir que as emoções fluam naturalmente. A sua dor é válida e merece ser sentida.


Em meio à complexidade desses sentimentos, é importante lembrar que a alegria de compartilhar momentos com aqueles que ainda estão presentes coexiste com a dor da perda. Aceitar essa dualidade é um passo significativo em direção ao autocuidado durante as festas de fim de ano. Faça o exercício de estar presente, de fato, em cada momento compartilhado com as pessoas amadas.


| Acolhendo os sentimentos


O primeiro passo para lidar com a saudade e o luto durante as festas é acolher os sentimentos e emoções que surgem. Em um período em que as emoções relacionadas à presença e à ausência se intensificam, é preciso permitir-se sentir. A dor da perda pode se manifestar de maneiras diversas, e cada lágrima, cada suspiro e recolhimento é uma expressão válida desse processo de cura.


| Liberte-se das tradições


Em um mundo guiado por tradições e cultura, durante as festas, é essencial fazer o que for possível sem se prender a esses padrões preestabelecidos. Viva as festas à sua maneira, respeitando seus próprios limites. Reconheça que suas emoções são únicas e que somente você compreende a complexidade do que está vivendo. Se a tradição traz mais dor do que conforto, permita-se criar novas formas de celebrar ou até mesmo opte por momentos mais introspectivos. Se sentir que é necessário abrir mão da ceia, da árvore de Natal, dos fogos no Ano Novo, faça isso. Viva ao seu modo.


| Ressignificando


Ressignificar tradições antigas é um ato poderoso de transformação. Dê a elas um novo significado que esteja em sintonia com o que sua alma precisa para encontrar conforto. Pode ser acender uma vela em memória de quem se foi, criar uma nova tradição que celebre a vida daqueles que já não estão fisicamente presentes, ou simplesmente dedicar um momento silencioso para recordar e honrar essas memórias.


Lembre-se, seu luto é único, assim como seus sentimentos. Neste período, não se deixe guiar por expectativas externas. Cada pessoa vivencia o luto de maneira singular, e está tudo bem em não estar bem. A jornada de cura é pessoal e merece ser respeitada em sua singularidade.


| Busque apoio psicológico


Outro ponto fundamental para atravessar o processo de luto é reconhecer a importância de buscar apoio psicológico durante esse período desafiador. Um profissional qualificado pode oferecer suporte e orientação para lidar com as complexidades emocionais do luto, proporcionando ferramentas valiosas para o autocuidado. A busca por ajuda psicológica não apenas valida a importância do cuidado mental, mas também fortalece o caminho em direção à cura e ao equilíbrio emocional. Não hesite em compartilhar sua jornada com um psicólogo, pois isso pode ser um passo significativo rumo à resiliência e ao bem-estar emocional.


Por fim, à medida que as festas de fim de ano se aproximam, é fundamental abordar o tema da saudade e do luto com compaixão e autocompaixão. A dualidade dessas emoções não diminui a importância de celebrar a vida, mesmo em meio à ausência. Acolher, viver à sua maneira e ressignificar são passos significativos em direção a um período de festas mais leve e cheio de significado pessoal. Que este guia possa servir como um lembrete gentil de que está tudo bem sentir, está tudo bem viver o luto de maneira única, e está tudo bem celebrar a vida, honrando as memórias que permanecem vivas em nossos corações.


Conheça o Acolhimento ao Luto oferecido pelo Plano Prever pelo 0800 006 6688. É gratuito e conta com a escuta especializada de psicólogas do luto.

Comentarios


bottom of page